segunda-feira, 30 de abril de 2012

O primeiro Sutiã





   O suor, o desespero, o tremor das mãos...


   A calma e a paciência dela o relaxavam, mas ainda assim não o aliviava totalmente, no fundo ele agradeceu por ela não tê-lo ajudado, já que isso provavelmente tornaria a experiência ainda mais embaraçosa.


   Mas ele estava gostando até àquela hora e não iria desperdiçar tudo que tinha feito até chegar ali, continuou tentando, e quando finalmente se soltou ele ficou tão feliz que só quis admirar seu feito por um tempo, claro que não conseguiu.


   Assim que viu o resultado do seu trabalho ali, a sua disposição, não conseguiu admirar e perdeu toda a concentração já abalada, que tinha mantido até então.


   Tudo aquilo que sempre tinha imaginado era totalmente diferente, melhor até, tocar e sentir era tão melhor que o que sua imaginação tinha lhe proporcionado, que ele não se conteve, a partir dai todas as lembranças são tão claras quanto embaraçadas, não lembra quem jogou quem na cama, mas sabe que a sensação que veio depois de cair na cama foi a melhor da sua vida até ali.


   Não houve sexo propriamente dito, mas a sensação de prazer que sentiu se pareceu tanto com o que ele queria que nem se importou, só queria ficar ali junto dela, as peles se tocando, os beijos carinhosos, sem muita língua nem muito desespero, só mesmo o carinho e os cabelos dela entre seus dedos enquanto ele os acariciava.

5 comentários:

  1. Muito bom amigo Abel. Texto bom, e curto... tenta escrever mais crônicas, acho mais sua cara!
    abraços e sucesso!

    @AlencarBotari
    www.estudameufilho.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Valeu Alencar, primeiro comentário do blog

      Excluir
  2. Eu vou comentar aqui só pra não perder o habito... Mentira! Legal essa sua iniciativa de escrever, adoro crônicas (até me arrisquei em escrever uma, mas saiu sentimental demais), acho legal você explorar outros aspectos da vida, além do relacionamento afetivo, tipo a amizade e a família, ou fazer criticas a forma como a sociedade é organizada (que são minhas preferidas). Obrigada :P

    ResponderExcluir
  3. Ler, gostar e não comentar: quem nunca?
    Ficou muito bom, parabéns :)

    @frida_isabel

    ResponderExcluir
  4. Gostei muito dessa também. O texto é curto e dinâmico. Ele é muito bem escrito e você deveria divulgar mais tua arte, cara!
    Parabéns!

    ResponderExcluir